Segunda reportagem da série: “O medo é que algum dia o Mar também vire Sertão.”

0
1011

O Rio São Francisco, considerado um dos mais importantes do país, está secando cada vez mais por causa da estiagem mais severa dos últimos cem anos. O lago de Sobradinho é um dos maiores lago artificial da América latina e encontra-se somente com 9,9% da sua capacidade, até novembro poderá chegar ao seu volume morto, prejudicando a Barragem de Sobradinho e todos os ribeirinhos.

Em vários municípios ribeirinhos, inclusive Sento Sé, enormes bancos de areia impedem o rio de correr. A barragem de sobradinho já encolheu mais de 70%. A caatinga submersa reapareceu. Comunidades que ficavam perto da água agora estão a quilômetros de distância.

No povoado de Riacho do Paes, distante 18km da sede de Sento Sé não é diferente, é grande o sofrimento dos moradores, em outros povoados do município o acesso a água está vindo de poços artesianos. Onde um dia tudo era água, hoje só existe terra e mato, essa é a realidade do Rio que um dia existiu fartura de água. O Sol cada vez mais quente e a luta por água só aumenta, todos sofrem ao ver o velho chico indo embora.

Confira a primeira reportagem da série clicando aqui.

As fotos abaixo foram tiradas na comunidade de Riacho dos Paes. Onde um dia tudo era água, hoje só existe terra e mato.

Texto: Gabriel Filliph | Fotos: Fabrine Paes Landim – Sento Sé Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here