SENTO SÉ: Após “boicote”em 2012, equipes voltam a Disputar o Campeonato Sentoseense de Futebol Amador 2017

0
31
Proposta dos Clubes

“Picuinha, Politicagem & Futebol”. Se fosse um filme, esse poderia ser o título  de uma negra  história do Futebol Amador de Sento Sé ocorrido no ano de 2012.  Representantes de oito das principais equipes locais, por questões eminentemente politicas resolveram  de forma inédita e arbitraria exigir uma cota fixa por cada  jogo. Caso as reivindicações não fossem atendidas, não participariam do Campeonato de 2012 – Boicote. Algo nunca visto antes no nosso futebol até mesmo no atual campeonato 2017.

Veja quais foram as reivindicações exigidas:

  1. Premiação ao final do Campeonato R$ 7.000,00 (Sete mil reais) Sendo 60% para o campeão e 40% para o vice-campeão. (OBS: O valor da premiação deveria estar nas mãos dos membros do Departamento de Esportes (…) até o final da 4ª rodada da primeira fase da competição. (Um absurdo!)
  2. Por jogo a Prefeitura pagaria a cada equipe na primeira fase R$ 250,00;
  3. R$ 600,00 (Seiscentos reais)por cada jogo das quartas e semi-finais;
  4. R$ 800,00 (Oitocentos reais) para os jogos da final

As equipe foram representadas por seu principais dirigentes:

  • Internacional – Sr.  Júlio dos Santos  ( Falecido)
  • Rido’s  –               Sr. Marcos Alves de Miranda – Marcão
  • Palmeiras        –   Sr. Gideon da Silva Souza
  • São José           –  Sr. João Carlos Rocha ( Dão) Atual chefe do Dep. De Esportes – Pmss
  • S.E.S                  –   José Raimundo – Diretor
  • Olhos D’Água  –  Retirou o nome posteriormente
  • Bahia                –  Retirou o nome posteriormente
  • Vila Nova         –  Retirou o nome posteriormente

O até então prefeito Ednaldo Barros apresentou oficialmente uma contra proposta elevando a premiação total para R$ 10.000,00 (Dez mil reais), que não foi aceita pelas equipes. Vide foto das demais  propostas sugeridas  da Prefeitura Municipal.

Contra Proposta da Prefeitura Municipal

Na verdade, por ser um ano eleitoral, os dirigentes das principais equipes eram e continuam aliadas politicamente ao ex-gestor Juvenilson Passos e a intensão era  mesmo enfraquecer o campeonato e por consequência comprometer politicamente falando  o até então prefeito Ednaldo Barros. Resultado: Perderam a eleição.

Hoje, cinco anos depois, graciosamente, essas equipes voltaram a disputar o Campeonato Municipal de Futebol Amador  de Sento Sé, mas, deixaram um lastro muito feio, inadmissível  e vergonhoso, que nem o tempo apagará.

Fonte: Sento Sé Agora

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here